Fundo de Investimento Imobiliário Fechado, constituído por subscrição pública em 18 de Fevereiro de 2013 com um capital inicial de 10.000.000 €, correspondente ao limite superior da Oferta Pública de Distribuição.O capital do Fundo foi aumentado em 30 de Dezembro de 2015, por oferta pública de subscrição, mediante a emissão de 7.000.000 de novas unidades de participação, à cotação de 1,1626 €.

Em Agosto de 2018, o Fundo foi transformado em Fundo Especial de Investimento Imobiliário Fechado de Subscrição Pública. Em 18 de Janeiro de 2019 foi realizado um reverse split de 10/1 passando o captital do Fundo a ser representado por 1.700.000 UP's de valor nominal de 10,00 € cada.

O Fundo tinha uma duração inicial de 10 anos, tendo a sua prorrogação por 5 anos, até 17 de Fevereiro de 2028, sido deliberada pelos participantes em 22 de Outubro de 2018. A duração do Fundo pode ser prorrogada por um ou mais períodos de duração de 5 anos.

O Fundo tem como política de rendimentos a distribuição de resultados, a realizar duas vezes por ano, num montante definido pelo menor dos seguintes valores: 80% dos rendimentos de activos imobiliários ou 90% dos resultados líquidos do Fundo, ambos apurados por referência ao último dia de cada ano, e com os limites definidos no Regulamento de Gestão.

pdfAdmissão Euronext Access+

A entidade colocadora do Fundo, e Listing Sponsor, é o Banco L. J. Carregosa, S.A.. As unidades de participação, representativas de 100% do capital do Fundo (1.700.000 UP's), foram admitidas à negociação no mercado EURONEXT ACESS+ em 2 de Setembro de 2019.

pdfDocumento Informativo ACCESS+

O Fundo pretende promover a concentração dos investimentos imobiliários em insígnias ligadas à distribuição/comercialização alimentar. Pretende privilegiar-se insígnias com marcas de elevada notoriedade, forte implantação no mercado nacional, pertencentes a empresas com dimensão relevante e situação financeira sólida. O Fundo pretende promover a valorização do seu património por via das rendas geradas e da valorização dos seus imóveis, tendo como objectivo ultrapassar os 6% anuais. Neste contexto, vai privilegiar a aquisição de imóveis que reúnam os seguintes requisitos: terrenos; com licença de construção aprovada; com contrato promessa de arrendamento; com inquilino da área da distribuição/comercialização alimentar. Pretende-se promover a construção dos imóveis destinados a serem arrendados já na esfera do Fundo.